Como Preparar as Mamas para Amamentação


Estamos em Agosto, o mês do aleitamento materno, também conhecido como Agosto Dourado.

Está mais do que comprovado os benefícios da amamentação, que é o melhor alimento para o bebê nos primeiros meses de vida e é indicado até os 2 anos de idade.

O leite materno reduz o risco de muitas doenças. Pode melhorar a resistência da criança e evitar infecções respiratórias, reduzir riscos de alergias e doenças crônicas não transmissíveis como hipertensão, obesidade e dislipidemia.

Além disso, traz benefícios também para a mãe, como na perda de peso e recuperação após o parto. Isso porque o hormônio ocitocina, que o corpo da mulher produz durante a amamentação, faz com que o útero volte ao seu tamanho normal mais rapidamente e pode diminuir o sangramento pós-parto.

A amamentação estimula o vínculo afetivo entre a mãe e o bebê. É realmente um momento mágico amamentar.

Mas amamentar nem sempre é tão simples assim. Algumas dificuldades aparecem no caminho como bico invertido, pega incorreta, pouca produção de leite, entre outros. Muitas mulheres dizem que não conseguiram amamentar, o que é uma pena. Em muitos casos faltou instrução ou apoio para essas mães. Então, informar-se e preparar o seu corpo durante a gravidez para conseguir amamentar seu filho ajuda muito esse processo.

Não sou médica e não tenho a intenção de falar aqui com propriedade médica. Apenas estou repassando minha experiência de mãe, que recebeu essas dicas e conseguiu amamentar.

Quando eu estava com 5 meses de gravidez meu médico já deu instruções de como eu poderia preparar as mamas.

- Odor Natural: Aposente todos os seus sutiãs lindos com bojo e renda (pelo menos por enquanto).Substitua por sutiãs de amamentação de algodão ainda durante a gravidez. Não são os sutiãs mais bonitos do mundo, mas o algodão permite que a pele transpire melhor e assim mantém o odor natural dos seios. O bebê se guia por esse odor nos primeiros dias de vida para encontrar o bico. Essa explicação foi dada pelo meu obstetra.

- Calejar o Bico: Você já deve ter ouvido falar que no início a amamentação causa fissuras e dor. É uma situação muito comum. Durante a gravidez você já pode ir preparando o bico para essa situação. Uma maneira é esfregar levemente a bucha vegetal todos os dias durante o banho (meu obstetra não indicou fazer isso, mas conheço algumas mamães que tiveram indicação médica para fazer). Outra maneira é com banho de sol de topless (sim, peitinhos para fora) por 10 a 15 minutos por dia. São métodos para deixar a pele menos sensível.

- Para quem não tem bico: Todos os dias, 1x ao dia usar a bombinha manual de tirar leite e bombear 10x em cada mama. Em seguida, colocar a concha de amamentação (estilo essa da foto acima) por dentro do sutiã e usá-la por cerca de 1hora. Essa foi a indicação do meu obstetra. À princípio achei que isso poderia estimular a produção de leite muito cedo, mas isso nunca aconteceu. meu médico me tranquilizou explicando que eu produziria leite por causa desse exercício, mas que poderia sair uma pequena quantidade de colostro, sem que isso seja um problema. Alguns médicos não recomendam utilizar a bombinha nessa fase, mas podem recomendar a utilização da concha para ajudar a formar o bico. Com o passar das semanas foi perceptível como o bico foi se moldando porque meu mamilo era plano. Mamilo plano? O que é isso?

Sobre os tipos de mamilo

Nem todas as mulheres possuem o mamilo igual. Existem tipos diferentes de mamilos e eles influenciam na amamentação. Nada que impeça a mãe de amamentar, mas alguns representam algum grau de dificuldade.

O bebê precisa ter a pega correta para mamar bem. Significa que ele precisa abocanhar além do bico e da aréola. Mas o bico serve como guia. A mulher que amamenta percebe que o bico fica mais saliente durante a amamentação.

Para saber que tipo de mamilo você tem faça uma espécie de “C” com ajuda dos dedos indicador e polegar e suavemente aperte a região da aréola. Se seu mamilo não ficar saliente, então ele é plano; caso se volte para dentro, ele é invertido. Os mamilos podem ser ainda curtos (saem pouco para fora) ou pseudoinvertidos (apesar de voltados para dentro, geralmente saem para fora quando estimulados).

A mulher que tem o mamilo plano ou invertido precisa estimular e exercitar um pouco os mamilos afim de tentar facilitar a pega do bebê. O exercício que citei acima com bombinha e concha foi o que me ajudou e não tive dificuldades para amamentar. Existe no mercado um bico que a mãe coloca no seio, semelhante ao bico de mamadeira, para que o bebê possa sugar com mais facilidade quando o bico é invertido, mas os médicos, em geral, não indicam esse acessório porque pode causar o desmame precoce.

O ideal é tentar "criar" o bico naturalmente. A natureza é sábia e conforme o bebê vai conseguindo sugar, mesmo que no início o bico não apareça, o próprio movimento da boca do bebê ajuda a fazer com que o bico vá surgindo e a pega seja cada vez mais fácil.

Lembre-se sempre: a produção do leite começa no cérebro! Acredite que você é capaz de amamentar e seu corpo responderá. O processo de amamentação não é fácil, mas tenha paciência e determinação. Converse com seu médico. Cada médico tem uma maneira diferente de agir e pensar. Peça dicas, tire suas dúvidas. Tudo vai dar certo!

#amamentação #dicasamamentação #comoprepararosseiosparaamamentar #dicasparagrávidas #dicamãedeprimeiraviagem #bicoinvertido #conchadeamamentação #sutiãdeamamentaçãoalgodão #dicasparaformarbicoparaamamentar #mamiloinvertido

465 visualizações

ENTRE EM CONTATO

Raquel Freitas

Baby Planner | Assessora Materna

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon
  • White YouTube Icon

© Todos os Direitos Reservados