© Todos os Direitos Reservados 

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon
  • White YouTube Icon

ENTRE EM CONTATO

Raquel Freitas

Baby Planner | Assessora Materna

Dicas: Disney com Crianças e Bebês

26.03.2018

Desde que completou 1 aninho, minha filha virou mega fã da Minnie. Tudo começou com um brinquedinho de borracha com a turma do Mickey que minha amiga trouxe de presente da Disney. De lá pra cá, eles se tornaram o brinquedo favorito, daqueles que temos que levar em todos os passeios.

Eu e meu marido estávamos decidindo qual viagem faríamos nas férias e eu sugeri Disney. Ele achou que seria besteira levar uma criança com menos de 2 anos em uma viagem que ela mal poderia aproveitar, mas consegui convencê-lo de que seria ótimo mesmo que ela não pudesse ir aos brinquedos. Ainda bem! Porque a viagem foi maravilhosa e minha filha curtiu muito. 

 

Arquivo Pessoal: Disney Epcot

 

Por que Vale a Pena Levar Crianças Menores de 3 Anos

 

Entre os motivos que fazem valer a pena está a parte financeira: bebês de 0 a 23 meses não pagam passagem desde que viagem no colo de um adulto.

Outra vantagem financeira é que crianças de 0 a 3 anos não pagam ingresso nos parques. Se você considerar que cada diária do ingresso da Disney custa em torno de U$ 109 dólares, a economia pode ser bem interessante. Você pode pensar: não paga, mas também não brinca. Porém, os parques tem diversas atrações para os pequenos, além de encontros com personagens e shows.

O Magic Kingdom, por exemplo, tem vários brinquedos que os pequenos podem entrar acompanhado dos pais. Já o Animal Kingdom é um misto de Zoo Safari com Parque de Diversões e tem desde os brinquedos mais radicais para os papais que adoram uma aventura, até passeios com os animais, que divertem bebês e pessoas de qualquer idade.

 

 

Vôo Com Crianças Pequenas

 

Independente de ir no colo ou no assento, algumas crianças dão trabalho durante o vôo.

Se essa for a primeira viagem longa com seu filho (meu caso) e você não sabe como ele vai se comportar, prepare-se para escândalos e leve todas as cartas na manga para tentar distrair o pequeno.

Nós optamos por vôo direto, mesmo que seja mais caro, porque o processo de embarque e desembarque já é bem cansativo. Fazer isso várias vezes com uma criança cansada, eu considero inviável. Imagina passar 18hs ou 24hs nesse processo?

O vôo direto São Paulo (GRU) > Orlando (MCO) dura em média 8h30. Se você optar por um vôo noturno e seu filho dormir bem, nem vai ver o tempo passar!

 

Arquivo Pessoal: Avião Latam

 

 

Vôo Noturno x Diurno

 

Passei pelas duas experiências, pois, meu vôo de ida foi durante o dia e da volta foi a noite.

Durante o vôo de ida minha filha dormiu cerca de 2hs e ficou acordada brincando durante o resto do tempo. Apesar dela ser muito agitada, se comportou bem durante a maior parte do tempo.

Já no vôo noturno ela dormiu praticamente o vôo todo, mas as duas primeiras horas enquanto as comissárias servem o jantar e recolhem as bandejas, vivenciamos um pequeno escândalo, pois, ela estava com sono e ainda não conseguia dormir. Só dormiu depois que as luzes apagaram e ficou silêncio. Chegou em São Paulo dormindo.

 

Como Distrair Crianças no Vôo

 

Programa-se para pegar um avião com criança, independente da idade, pois, é provável que eles fiquem entediados. Leve os brinquedos favoritos na bagagem de mão. Só precisa ser brinquedo pequeno.

Outra opção é baixar alguns desenhos ou séries no celular. Durante o vôo não tem internet, então Netflix não vai funcionar, mas tem como baixar alguns desenhos no celular para assistir offline. Apesar de ter TV com filmes no avião, é melhor garantir o desenho favorito do seu filho. No avião não tem Galinha Pintadinha, por exemplo.

Antes da viagem, converse com seu filho, explique que vão viajar de avião e que ele precisa se comportar. Não pode ficar andando, correndo e gritando, por exemplo. Eu falei várias vezes pra minha filha que o Mickey só ia ver criança que se comporta no avião e a tática deu super certo.

 

Arquivo Pessoal: Disney Epcot

 

 

Passeios e Parques

 

Ficamos em Orlando por 6 dias e nos programamos para 3 dias de parque e 3 dias de compras. Foi bem corrido. Eu considero que 6 dias seja pouco, mas era o tempo que nós tínhamos disponível.

Nosso roteiro foi pensado de acordo com nossa disponibilidade e previsão do tempo (previsão de chuva durante 2 dias inteiros).

Compramos os ingressos do Parque através do site da Disney World e da Universal Studios antes da viagem. Se você deixar para comprar na hora, vai ter que enfrentar longas filas, melhor otimizar seu tempo.

No Disney World compramos ingressos para 2 dias de parque do tipo Park Hopper (opção de visitar os 4 parques temáticos no mesmo dia). Existe a opção de comprar o ingresso padrão de 1 parque por dia. Quanto mais dias você comprar, menor será o valor diário. Vale a pena para quem vai ao parque por vários dias.

No Universal Studios compramos ingresso para 1 parque em 1 dia. Também tem a opção de comprar o ingresso que dá direito a visitar os 2 parques no mesmo dia.

 

Arquivo Pessoal: Disney Epcot

 

Epcot

 

O primeiro parque que visitamos foi o Disney Epcot, um parque temático baseado na união entre todas as nações e futurismo. É aquele que tem a bola gigante prateada. É um parque lindo, com várias opções de comida (italiana, francesa, alemã, chinesa, mexicana, etc). É nele que você vai encontrar as atrações de Frozen, além do encontro com as princesas ( O Olaf ficou separado em outro parque - Hollywood Studios).

 

Chegamos por volta das 11hs e ficamos até a noite para ver a queima de fogos (21hs). Gostamos tanto dele que nem cogitamos a hipótese de trocar de parque nesse dia. Fomos ao encontro da Minnie, Mickey e Pateta para tirar fotos, depois almoçamos, fomos nas atrações da Frozen (que é demais!), encontramos algumas princesas e visitamos a área The Seas do Nemo e fundo do mar. 

 

Arquivo Pessoal: Universal Studios

 

 

Universal Studios

 

No segundo dia visitamos o Universal Studios para ver os Minions e o Shrek. Infelizmente, nesse parque não tem muitas opções de brinquedos para crianças pequenas. As principais atrações de Harry Potter, por exemplo, a Isabella não podia entrar. Mas se você tiver a opção de ir sozinho ou se tiver alguém de confiança junto com vocês no passeio para ficar com as crianças, vale super a pena. Eu cheguei a ir em alguns brinquedos da outra vez que estive em Orlando e recomendo. É o parque mais legal em termos de brinquedos e adrenalina. Eu diria que é um ótimo parque para adultos e crianças acima de 1,20m que gostam de diversão. Todos os dias às 15hs tem o desfile dos personagens.

 

Nos dois dias seguintes fizemos compras porque a previsão era de chuva (e choveu mesmo) então não compensaria ir aos parques. 

 

O terceiro dia de parque foi bem cansativo, visitamos o Animal Kingdom de manhã e mudamos para o Magic Kingdom a tarde para poder ver a parada dos personagens que ocorre as 15hs e a queima de fogos no castelo que ocorre as 21hs.

 

Arquivo Pessoal: Disney Animal Kingdom

 

Animal Kingdom 

 

Falando um pouco sobre o Animal Kingdom, esse parque me surpreendeu. É uma mistura de Zoo Safari com parque de diversões e personagens da Disney. O ambiente é lindo, super arborizado, com vários animais. Apesar de ter poucas opções de brinquedos para crianças pequenas, vale o passeio pra ver os animais e é um lugar encantador. Fizemos o passeio pelo Kilimanjaro Safaris, onde vamos passando por vários animais (elefante, girafa, zebra, flamingos,...) com um carrinho ao estilo do Safari Africano. Minha filha adorou.

 

Saímos do Animal Kingdom e pegamos o ônibus para trocar de parque. O tempo que o ônibus demora para chegar + trajeto até o Magic Kingdom dura em torno de 35min. Não conseguimos chegar a tempo de ver a parada, pois, não contava com essa demora. Vimos apenas o final, mas foi bom do mesmo jeito.

 

Arquivo Pessoal: Disney Magic Kingdom

 

Magic Kingdom

 

O Magic Kingdom é o clássico dos clássicos. O Castelo da Disney é realmente encantador e o parque possui diversas atrações para todas as idades, inclusive bebês. Eu aconselho a reservar um dia inteiro só para o Magic Kingdom. Como eu já tinha ido anteriormente, optamos por chegar mais tarde para ver a queima de fogos, que é imperdível!

 

Em todos os parques, prepare-se para pegar fila. Nos EUA não existe fila preferencial para gestante ou criança de colo. O preferencial é apenas para cadeirantes. Acho que essa é a parte mais difícil de lidar com as crianças durante o parque, pois, eles não tem paciência de aguardar por 25/50 minutos na fila. 

 

Não visitamos nenhum parque aquático. Primeiro porque nossa estadia era curta e segundo porque estava frio (média de 16ºC). Portanto não posso opinar sobre eles. Também não visitamos outros parques como o Legoland, deixamos para visitar apenas os parques principais.

 

 

Passeio Noturno

 

Você já ouviu falar do Disney Springs? É uma região da Disney com vários restaurantes e lojinhas e shows. Um lugar super agradável para fazer compras ou passear a noite. 

Fomos nessa região no sábado a noite e estava bem cheio. Jantamos no Planet Hollywood, que eu recomendo, não somente pela comida, mas pelo ambiente que é muito legal. Tem um telão gigante onde fica passando clipes musicais com a letra da música ao estilo Karaokê e o pessoal canta mesmo!

 

Arquivo Pessoal: Disney Springs

 

A maior loja da Disney do mundo fica no Disney Springs. Pena que quando fomos, uma parte da loja estava em reforma, então não achei tão grande assim. Só percebi que existe diferença nos produtos que você encontra nessa loja (iguais aos das lojas do parques, que se chama Disney Parks) e os produtos da Disney Store (loja de shopping e rua). Por ser a maior loja do mundo, imaginei que teria TODAS as opções de produtos Disney.

Nessa região você também encontra uma loja de guloseimas do Pateta, ao estilo Candy Shop, cheia de guloseimas e também uma loja só de artigos natalinos da Disney. Tem uma variedade imensa de bolinhas e enfeites de Natal com qualquer personagem da Disney que você possa imaginar. A vontade de montar uma árvore da Disney foi grande, mas cada bolinha custa em torno de U$ 20,00. Fiz as contas de quanto custaria uma árvore completa e o volume da minha bagagem e desisti.

Também tem uma loja da Lego onde você encontra uma imensa variedade de brinquedos e peças avulsas da marca, desde Lego Duplo até os mais modernos. O preço é tentador, tem várias caixas por apenas U$ 29,90, dá vontade de comprar tudo.

Vá de carro! A região tem vários estacionamentos gigantes e o melhor de tudo é que é gratuito. Eu voltaria mais vezes se tivesse tempo e conheceria outros restaurantes porque tem muita opção legal.

 

O Universal Studios também tem uma região parecida que fica na entrada do parque antes de passar pelas catracas. Passamos pelo local durante o dia, mas a noite rola algumas atrações e tem restaurantes legais, como o Hard Rock Café, por exemplo. Se for visitar a região apenas a noite, o estacionamento (o mesmo do parque) é gratuito.

 

Arquivo Pessoal: Disney Magic Kingdom

 

Todos os parques temáticos da Disney possuem um show com queima de fogos a noite. Vale ficar até tarde nos parques para ver o show de cada um deles. Vimos no Epcot e no Magic Kingdom e o que posso dizer é que os dois são lindos, mas o do Magic Kingdom é imperdível e emocionante. Se tiver que escolher apenas 1 parque para ver os fogos, a melhor escolha é Magic Kingdom.

 

Dica para ver a queima de fogos: o pessoal começa a se aglomerar para reservar os melhores "lugares" bem cedo, por volta das 18h30, então se você quiser garantir uma boa visibilidade, programa-se para sentar no chão (sim, sentar mesmo no chão) e reservar seu lugar cedo. 

 

 

Alimentação

 

Todos os parques possuem várias opções de restaurantes, mas a maioria delas é de lanches como hambúrguer, hot dog, batata frita, nuggets e outras coisas do tipo. 

No Epcot almoçamos no Tutto Itália (a foto abaixo foi tirada na frente desse restaurante), que tem opções de massas deliciosas e certamente foi o melhor restaurante de parque que já comemos. É um pouco concorrido, portanto, o ideal é fazer reserva com antecedência. Á noite, no mesmo parque comemos no restaurante mexicano Choza de Margarita. Estilo fast food porque tínhamos pouco tempo até a queima de fogoso, mas achei a comida bem razoável. Não deixe de tomar um delicioso sorvete de abacaxi havaiano num dos quiosques do parque. 

No Animal Kingdom comemos no Restaurantosaurus, é uma lanchonete com hambúrguer, batatas e nuggets.

Já no Magic Kingdom, optamos pelo Pinocchio Village Haus, que serve pizzas feitas com pão achatado. É diferente e muito gostosa.

 

Arquivo Pessoal: Disney Epcot

 

E Como Fica a Alimentação dos Bebês?

 

Tem opções pra todos os gostos, mas se você sentir dificuldade em alimentar seu bebê porque não encontrou opções saudáveis, procure o Baby Care Center (Espaço Família) que tem opções de papinhas, sucos e frutas para as crianças. É claro que esse tipo de comida deve ser comprada, não é de graça.

Outra opção é comprar papinhas prontas no supermercado e levar na bolsa. Tem vários tipos de papinha, a questão é testar uma que seu filho goste.

Se a criança já está na fase de comer a comida da casa, o ideal é procurar restaurantes que ofereçam opções de comidas que seu filho está acostumado. A maioria dos restaurantes tem menu kids, mas não espere encontrar pratos de arroz com feijão, porque esse tipo de alimentação não é comum nos EUA. Mas é possível encontrar massas, mac'n cheese, frango empanado, saladas, crepes, entre outras opções que não sejam junk food.

 

 

Troca de Fraldas

 

Todos os banheiros do parque possuem 1 trocador, então, não é difícil encontrar um lugar para trocar o bebê. Porém, algumas vezes peguei fila no banheiro para usar o trocador  (tem muito bebê no parque, vocês nem imaginam).

Todos os parques temáticos da Disney possuem um Baby Care Center (Espaço Família) com trocador, sala para amamentação e copa equipada com micro ondas, pia e cadeirão, além de algumas opções de produtos para comprar como alimentos, sucos, chupetas, fraldas e copos. São espaços ótimos, geralmente na região central do parque.

Já o Universal Studios não possui um Baby Care Center, mas os banheiros possuem trocador. A dificuldade é esquentar uma papinha ou mamadeira, não tem como.

 

Arquivo Pessoal: Disney Epcot

 

Carrinhos de Bebê

 

Item fundamental para passar o dia no parque com crianças pequenas.

Existem algumas opções:

 

- Você pode levar o carrinho do seu filho e pedir para despachar no embarque do avião. Geralmente a companhia aérea oferece um saco para você colocar o carrinho e despacha apenas na hora que entrar no avião, então pode usá-lo normalmente no aeroporto. Depois precisa aguardar no desembarque o carrinho chegar (às vezes demora um pouco).

 

- Você pode deixar para comprar um carrinho novo em Orlando. Foi o que optamos fazer, pois, eu já queria comprar um carrinho compacto. Comprei o carrinho logo que cheguei em Orlando e utilizei durante toda a viagem. Uma informação importante é que o bebê que você tem direito de trazer 1 carrinho de bebê fora da cota de U$ 500,00 desde que o bebê esteja acompanhando nessa viagem. Grávidas que estão montando o enxoval não tem esse direito, porque o bebê ainda não nasceu e não teria como alegar o uso pelo bebê.

 

- Se você não quer se preocupar com carrinho, deixe para alugar lá. A Macrobaby aluga carrinho para você usar durante toda a viagem, mas os parques também tem opção de alugar o carrinho somente para o dia em que visitar o parque. Eles possuem inclusive, opção de carrinhos duplos, ideais para gêmeos ou para famílias que possuem 2 filhos pequenos.

 

Um detalhe importante é que você não pode entrar com carrinho de bebê em nenhuma atração. Os parques possuem espaços destinados ao estacionamento de carrinhos (Parking Strollers), onde as pessoas deixam o carrinho lá. Pode parecer estranho, mas ninguém mexe em nada! No início a gente fica com receio de alguém mexer ou roubar alguma coisa (problema dessa falta de segurança no nosso país), mas depois você se acostuma. Deixei várias vezes, mochila junto com o carrinho, contendo meu celular e óculos de sol e ninguém mexeu em nada!

 

 

Dicas Extras:

 

- Leve protetor solar na bolsa, pois, o sol é muito forte, principalmente no verão

- Compre os ingressos com antecedência para evitar filas

- Baixe os aplicativos dos parques no seu celular (Disney World e Universal Florida). Você consegue fazer tudo pelo aplicativo, desde reservar Fast Pass até ver o mapa do parque e tempo de fila de cada atração

- Reserve seu Fast Pass (fura fila) com bastante antecedência (eles aconselham reservar 30 dias antes). Como minha viagem foi de última hora, só consegui reservar 1 fast pass no Animal Kingdom. 

Leia Também: Dicas de Compras em Orlando - Refazendo o Enxoval Após o Primeiro Ano do Bebê

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

QUEM SOU

Baby Planner,Publicitária e Designer

 

Sempre estive por dentro desse universo infantil, pois, trabalho com mamães e bebês há mais de 15 anos.

Sou Baby Planner (Assessora Materna) certificada pelo IMPI e IABPP e auxilio famílias a escolherem os produtos e serviços essenciais para a grávida e o bebê durante a gestação e pós parto.
Sou mãe da Isabella de 2 anos e estou descobrindo novidades sobre esse universo infantil.
Sempre temos algo a aprender e estou compartilhando com vocês minha experiência nesse Blog com Dicas de Mãe.

Gostou? Deixe seu comentário e siga meu perfil no Instagram @napalmadamae com mais dicas e fotos.

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Pinterest Icon

ENTRE EM CONTATO

BUSCA
ARQUIVO
Please reload

SIGA NO INSTAGRAM
instagram napalmadamae mosaico.jpg
INSCREVA-SE NO CANAL
LEIA TAMBÉM

April 1, 2019

February 28, 2019

Please reload

BABY PLANNER CERTIFICADA